NOTÍCIAS

Ricardo Nicolau faz defesa enfática da ZFM e cobra mais recursos federais: “O Amazonas arrecada muito e recebe pouco”

Por Assessoria de Comunicação

06.mar.2022 12:28h
img
Foto: Divulgação Assessoria

A defesa firme da Zona Franca de Manaus (ZFM) e dos milhares de empregos gerados pelo modelo econômico, além da cobrança por mais recursos federais fizeram parte do discurso do deputado estadual Ricardo Nicolau (Solidariedade) durante o lançamento da sua pré-candidatura ao governo do Amazonas nas eleições deste ano. O evento ocorreu na sexta-feira, 4, e marcou a filiação do parlamentar no partido com a abertura da janela partidária.

Ricardo Nicolau assegurou que será intransigente na defesa do povo do Amazonas e dos empregos gerados pela ZFM dentro e fora da capital amazonense. Na semana passada, o um decreto federal publicado no Diário Oficial da União (DOU) reduziu em 25% a alíquota do Imposto Sobre Produtos Industrializados (IPI) o que, na prática, retira a competitividade do modelo econômico e ameaça mais de 500 mil empregos diretos e indiretos, dos quais 107 mil apenas no Polo Industrial de Manaus (PIM).

Sem abrir mão do modelo ZFM, o agora pré-candidato a governador propõe um debate público sobre novas alternativas econômicas que possam tornar o modelo mais competitivo e menos vulnerável.

“Vamos juntos fazer, com altivez, a defesa do Amazonas. O estado tem como pilar central a Zona Franca, que recebeu um ataque frontal com a redução do IPI. Temos que ter a coragem de mostrar a importância da Zona Franca. Os governos anteriores não criaram as condições para que o modelo se mantivesse competitivo. A indústria do Amazonas é de alta tecnologia. A Zona Franca conseguiu preservar a floresta. O que precisamos é, além de defender o modelo, gerar alternativas econômicas, o que passa por novos produtos e pelo setor mineral. A defesa do Amazonas é a defesa do estado brasileiro”, disse.

Para Ricardo Nicolau, o governo federal também precisa garantir uma distribuição justa de recursos financeiros. “O Amazonas é o único estado do norte e nordeste que arrecada mais do que recebe e é preciso que o governo do Estado possa encampar essa luta para que o governo federal invista mais aqui. Na aposentadoria rural e no repasse per capita do SUS, por exemplo, somos os menores. É preciso que a gente mostre isso de forma clara”, cobrou.


União na defesa de empregos

Durante discurso no evento de filiação de Ricardo Nicolau, o presidente nacional do Solidariedade, deputado federal Paulinho da Força, disse que a bancada federal da legenda está empenhada em derrubar o decreto que coloca em risco a geração de empregos nas indústrias do Amazonas.

“Eu conheço a Zona Franca há muito tempo, mas as pessoas que dirigem o país hoje desconhecem a realidade do Amazonas. Falam mal sem conhecer. Vocês vão contar com a nossa bancada em Brasília para derrubar este decreto”, declarou.

Já o presidente estadual da legenda, deputado federal Bosco Saraiva, disse que as articulações estão sendo feitas para manter os empregos gerados no PIM. “Nós somos como a Ucrânia. Nesse momento estamos sob bombardeio de uma força poderosa que é o governo federal. Teremos dias difíceis, mas nossa bancada está lutando para manter de pé os empregos. Lutaremos com todas as forças para reverter esse quadro”, declarou.

 

Fotos: Marcelo Cadilhe

Thiago Barros (SRTE/AM 667) | 92 98153 7004
Daniel Jordano (SRTE/AM 518) | 92 98828 5194
Gabinete | 92 3183 4419
https://linktr.ee/ricardonicolau

Skip to content