NOTÍCIAS

Aleam celebra 12 anos do Grupo de Apoio às Mulheres Mastectomizadas da Amazônia (GAMMA)

Por Diretoria de Comunicação da Aleam

15.out.2021 14:51h
img
Foto: Chamel Flores

A manhã desta sexta-feira (15) no Plenário Ruy Araújo, na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), foi de homenagem pelos 12 anos de existência do Grupo de Apoio às Mulheres Mastectomizadas da Amazônia (GAMMA). A Sessão Especial foi requerida pelo deputado estadual João Luiz (Republicanos).

No discurso de abertura da Sessão, João Luiz falou sobre o brilhantismo do trabalho de apoio desempenhado pelo grupo, especialmente pela fundadora Oriona Maria Ferreira. “O grupo, muitas vezes, oferece colo e apoio às pessoas que, muitas vezes, chegam desesperançadas e depois vão mudando paulatinamente e se enchem de força e esperanças. Tenho certeza absoluta de que o combustível de esperança jamais  faltará, pois é por causa de mulheres como a senhora, dona Oriona, que muitas mulheres encontram forças para continuar”, afirmou.

Uma placa comemorativa foi entregue pelos deputados João Luiz e Therezinha Ruiz à fundadora e presidente do grupo, Oriona Maria Ferreira.

A deputada professora Therezinha Ruiz (PSDB) destacou a seriedade do trabalho do grupo, tida como referência em grupos de apoio, assim como o Lar das Marias, segundo a parlamentar. “Não é fácil estar à frente de uma instituição, onde as pessoas buscam apoio e forças. Se não fosse o grupo, as mulheres estariam desassistidas emocionalmente. Por isso, parabéns ao Gamma e todas as instituições que atuam nessa área, como o Lar das Marias, que está presente na sessão”.

Neide Negreiros, representante da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) parabenizou a iniciativa do grupo pelo compromisso e coragem na missão de resgatar a esperança dessas mulheres fragilizadas pelo diagnóstico de câncer e também lembrou a importância de campanhas como o Outubro Rosa para diagnóstico precoce de câncer.

A presidente do GAMMA, Oriona Maria Ferreira, agradeceu o reconhecimento e reforçou a importância do combate do câncer. “Todo dia é dia de combater o câncer, todo dia é dia de luta. Sempre no diagnóstico nos questionamos do porquê do câncer ter nos escolhido, mas é justamente esse porquê que nos motiva a combater a doença. Mesmo na pandemia o GAMMA sempre ficou de portas abertas para atender quem quer que nos procurasse por ajuda”, declarou.

Skip to content