NOTÍCIAS

Cabo Maciel solicita lanchas blindadas para combater assaltos na região do Alto Solimões

Por Jerson Aranha, Lindivan Vilaça

13.out.2021 15:12h
img
Foto: Paulo Ferraz

Em seu discurso durante Sessão Ordinária da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), na manhã desta quarta-feira (13), o deputado estadual Cabo Maciel (PL) destacou o trabalho que vem sendo desempenhado pela Comissão de Segurança da Aleam. De acordo com Cabo Maciel, nos onze anos de mandato parlamentar têm reivindicado a troca de viaturas tipo Santana, Parati, Oroch e outras para atender as Companhias da Polícia Militar no interior do Estado.

Hoje, o parlamentar parabenizou o governador Wilson Lima (PSC), por meio da Secretaria de Segurança e do Comando Geral da Polícia Militar, por estarem providenciando o envio de viaturas tipo Ranger, Hilux e outras 4X4, a diesel consideradas fortes para trafegar nos ramais e vicinais dos municípios do Amazonas.

Cabo Maciel destacou que já foram entregues 32 viaturas distribuídas para 16 municípios do Amazonas e citou: os municípios de Boca do Acre (distante 1.028 km de Manaus em linha reta), Eirunepé (1.160 km), Ipixuna (1.367 km), Guajará (1.476 km), Juruá (674 km), Carauari (788 km), Envira (1.208 km), Itacoatiara (176 km), Manacapuru (68 km), Iranduba (27 km), Tefé (523 km), Pauini (923 km), Urucurituba (208 km) e Tabatinga (1.108 km), que foi entregue no último final de semana. As viaturas de Maués (207 km) e Coari (363 km) serão entregues em breve, pois estão em fase final de acabamento.

 

Lanchas Blindadas

 

Cabo Maciel lembrou ainda em seu discurso que, nos últimos 40 dias, fez três visitas ao município de Tabatinga, onde pode ouvir relato de medo e pânico das pessoas que vivem na região. “Virou rotina os ataques sofridos pelos ribeirinhos ao se deslocar de suas comunidades para a sede de Tabatinga, devido ao aumento de assaltos e assassinatos que são cometidos pelos narcotraficantes contra os pescadores, produtores rurais e indígenas da região do Alto Solimões”, ponderou Maciel.

Dentre os relatos, destacou Cabo Maciel, o de um cidadão que foi assassinado na frente de seus filhos e da esposa. O crime organizado e a pistolagem têm agido cruelmente contra as pessoas de bem que moram na região do Alto Solimões.

O parlamentar confirmou o encontro que teve com o governador Wilson Lima (PSC) cobrando urgente uma lancha rápida e blindada para atender Tabatinga, Benjamim Constant (1.121 km), São Paulo de Olivença (985 km), Atalaia do Norte (1.138 km), Amaturá (909 km), Santo Antônio do Iça (880 km), Tonantins (865 km) e outras grandes comunidades situadas no Alto Solimões.

Ao concluir, Cabo Maciel afirmou que Tabatinga deve ter por parte das autoridades um tratamento diferenciado, porque é um município bastante perigoso que gira 24 horas, devido estar situado na Tríplice Fronteira (Brasil- Colômbia-Peru), onde é grande o tráfego de dólar, drogas e armas. Na opinião do parlamentar, está faltando comando na região, pois estão deixando a tropa engessada para cumprir suas ações no combate aos traficantes.

Skip to content