NOTÍCIAS

Wilker Barreto lança campanha para servidores da educação denunciarem falta de serviços médicos da Hapvida no interior

Por Assessoria de Comunicação

01.dez.2021 10:20h
img
Foto: Divulgação Assessoria

O deputado estadual Wilker Barreto lançou na terça-feira, 30, a campanha ‘Fiscalize Comigo’ a Hapvida, disponibilizando cards informativos em sua rede social para que servidores ativos da Secretaria de Estado de Educação e Qualidade de Ensino do Amazonas (Seduc) possam denunciar a falta de serviços médicos prometidos pelo Governo do Amazonas, principalmente no interior do Estado. No dia 19 de novembro deste ano, a Secretaria publicou  seu 5º termo aditivo do contrato nº 169/2016, por mais 12 meses, com valor global de R$68.317.109,52 milhões.

“Eu já questionei várias vezes o contratos da Hapvida, essa empresa que recebe mais de R$ 60 milhões do contribuinte para dar um plano de saúde aos servidores da educação. O problema é que 55% deste contrato é relacionado ao interior”, disse o deputado sobre os 32.898 servidores ativos, sendo 16 mil profissionais da educação que atuam nos municípios do Amazonas.

Após questionamentos e denúncias do deputado quanto ao projeto básico do contrato, elaborado pela própria Seduc, e que delimitava o atendimento médico à capital, a Secretaria assegurou que ocorreria a descentralização do atendimento da Hapvida em 11 cidades-polos, além de Manaus, sendo: Carauari, Humaitá, Tabatinga, Parintins, Tefé, Coari, Manacapuru, Itacoatiara, São Gabriel da Cachoeira, Boca do Acre, Borba. Cada cidade-polo deveria ter os seguintes serviços médicos: clínica médica, pediatria, ginecologia, obstetrícia, laboratório, ortopedia, raio-x.

Entretanto, segundo ofício encaminhado pela Seduc , as cidades-polos  de São Gabriel da Cachoeira, Boca do Acre e Borba estão com  atendimento via teleconsulta. Diante disso, Wilker questionou o serviço perante a dificuldade de telefonia e internet nas localidades e solicitou que os servidores possam denunciar a precariedade do serviço.

“Quero saber como funciona a telemedicina em São Gabriel da Cachoeira, se eu não consigo nem abrir meu whatsapp lá. Eu quero saber como os serviços estão sendo prestados. Então, só tem uma forma de saber: os professores de lá explicando se tem atendimento”, disse Wilker, ao lançar a campanha ‘Fiscalize Comigo’ a Hapvida, pedido que os servidores  façam a denúncia pelo número (92) 99271-6027, caso os atendimentos não estejam sendo ofertados regularmente.

Skip to content