NOTÍCIAS

Com emenda de Serafim, Funati investe no 1º laboratório de Biogenômica da região Norte

Por Assessoria

09.ago.2021 14:11h
img
Foto: Dircom

A Fundação Universidade Aberta da Terceira Idade (FUnaTI) pretende inaugurar em novembro deste ano o primeiro laboratório de Biogenômica da região Norte do Brasil. Para esse projeto, a Fundação recebeu recursos por meio de emenda parlamentar de autoria do deputado estadual Serafim Corrêa (PSB).

O parlamentar, que preside a Comissão de Ciência, Tecnologia, Comunicação, Informática e Inovação, na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) visitou a Fundação, na manhã desta segunda-feira (9). Reitor da FUnaTI, Euler Esteves Ribeiro, agradeceu ao apoio do parlamentar e lembrou que o incentivo ao envelhecimento saudável e ativo está entre as missões da FUnaTI.

“Esse será o primeiro laboratório de Biogenômica do Norte do país e felizmente, graças aos apoios que eu tenho, nós estamos conseguindo completar a construção e os equipamentos estão vindo, alguns com emendas parlamentares, inclusive uma emenda muito boa, que o deputado Serafim, que é meu grande amigo e que vê a Ciência na frente, sempre com prioridade, mandou para gente”, disse o reitor.

Serafim detalhou que o laboratório irá estudar o envelhecimento do homem da floresta e as alterações celulares em função do meio ambiente. “Esse é um assunto que desperta a atenção do mundo. O trabalho desenvolvido aqui, pelo Dr. Euler, é digno de elogios e a Funati só existe pelo empenho dele, pelo seu idealismo e coragem”, declarou o deputado.

O próximo passo, segundo Serafim, será destinar, por meio de uma nova emenda parlamentar, recursos para o laboratório de Biogenômica adquirir o primeiro microscópio eletrônico da Amazônia.

 

Sobre a FUnaTI

 

A Fundação Universidade Aberta da Terceira Idade atua como um Centro de Referência de ensino, pesquisa, extensão e assistência à saúde voltados para questões inerentes ao envelhecimento e na formação de recursos humanos na área de Gerontologia e Saúde do Idoso.

A FUnATI oferece semestralmente cerca de 3.000 vagas de cursos e oficinas livres para pessoas a partir de 50 anos, capacita profissionais na área de Gerontologia e promove também assistência à saúde por meio de sua Policlínica.

A Universidade Aberta da Terceira Idade foi criada inicialmente como núcleo da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), e mais tarde passou a ser Órgão Suplementar, por meio da Lei nº 3.595/2011. Por oito anos, funcionou em um anexo da ESA/UEA (Escola Superior de Ciências da Saúde), e em 2015 ganhou sua atual sede, no Santo Antônio, com estrutura que hoje abrange dez salas de aula, incluindo salas de música e dança, além de ambulatórios, auditório e laboratórios de informática.

Hoje, de acordo com o reitor da FUnaTI, Euler Esteves Ribeiro, as pesquisas da Fundação têm respaldo internacional. “(…) somos chamados para falar em Tóquio, Paris, Nova York, Helsinque e outras universidades”, afirmou.

Skip to content