NOTÍCIAS

Comandante Dan pede prioridade à nomeação de concursados da segurança

Por Assessoria de Comunicação

05.mai.2023 9:26h
img
Foto: Divulgação Assessoria

Os concursados da Polícia Civil concluíram o curso de formação e estão aptos à nomeação. Com essa informação, o deputado Comandante Dan (PSC) fez um apelo público ao governador Wilson Lima à nomeação com celeridade e à destinação dos profissionais prioritariamente aos interiores carentes de servidores da área.

O parlamentar afirmou que delegacias abertas 24 horas, inquéritos policiais bem apurados em pouco tempo e policiamento nas ruas demandam de contingente. “A PM tem um déficit de sete mil homens e o concurso público já homologado permitirá a contratação de até três mil novos policiais”, enfatizou.

Na opinião dele, atualmente boa parte dos interiores têm acúmulo de funções às polícias. O deputado avaliou que não há investigadores porque eles estão fazendo o papel de agentes penitenciários nas próprias delegacias, que deveriam receber as prisões em flagrante, provisórias ou preventivas, mas estão servindo de penitenciárias. “Há cidades que hoje contam com apenas um policial militar por dia: “ele precisa dirigir, manusear a arma, investigar e prender, tudo ao mesmo tempo, o que é impossível”, avaliou.

Dan Câmara enxerga as contratações imediatas dos concursados de ambas as polícias como uma forma de minorar a crise. Ele também aponta a reconvocação de policiais inativos como uma forma de completar os quadros policias, medida que tem previsão legal.

O parlamentar apelou publicamente ao governador para que incorpore ao aparato policial as novas tecnologias disponíveis no mercado. “Fizemos requerimento sobre a regulamentação de aeronaves remotamente pilotadas, os drones, para a segurança, pois elas ampliam o raio de patrulhamento e inclusive auxiliam na proteção da vida do policial”, disse o deputado.
Como exemplo bem sucedido de emprego de tecnologia na segurança ele citou os paredões de câmaras, que resultaram na redução de roubos de veículos num percentual de 35%, segundo as estatísticas da SSP.