NOTÍCIAS

Corpo de Bombeiros Militar é homenageado na Assembleia Legislativa, nesta terça (11)

Por Diretoria de Comunicação da Aleam

11.jul.2023 14:54h
img
Foto: Alberto César Araújo

A Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) realizou nesta terça-feira (11) Sessão Especial para comemorar o Dia Nacional do Bombeiro Militar, celebrado no dia 2 de julho, e os 147 anos de fundação do Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBM-AM). A homenagem teve autoria conjunta dos deputados Cabo Maciel (PL), Comandante Dan (PSC), João Luiz (Republicanos) e Sinésio Campos (PT).

A Sessão Especial foi presidida pelo deputado Sinésio Campos, que após a exibição de um vídeo institucional sobre a corporação, entregou, juntamente com os demais deputados, uma placa de homenagem pelo aniversário da corporação e pelo Dia Nacional do Bombeiro Brasileiro ao Comandante Geral do CBM-AM, Coronel Orleilso Ximenes Muniz. Além das placas, foram entregues 60 certificados de homenagens para bombeiros militares que possuem atuação de destaque na corporação.

Em seu pronunciamento, o Comandante Geral agradeceu a homenagem do Poder Legislativo, afirmando que esse reconhecimento se dá em razão do alto padrão dos serviços entregues pelo CBM-AM para a população.

“O Corpo de Bombeiros é multifacetado. Nós atuamos nas atividades de mergulho, atividades de salvamento em altura, busca na selva, ocorrência com produtos químicos, desabamentos, soterramentos, ações de defesa civil e combate a incêndios”, afirmou o Comandante Geral, destacando que, normalmente, a população lembra dos bombeiros apenas nas atividades de combate a incêndios, mas esta, segundo Muniz, é apenas umas das atividades desenvolvidas pelo Corpo de Bombeiros.

Falando em nome da Casa Legislativa, o deputado Cabo Maciel lembrando que neste dia 11 de julho é aniversário de 147 anos do CBM-AM, e que a instituição merece todo reconhecimento não apenas do Parlamento Estadual, mas de todos os órgãos públicos estaduais. “Para salvar a vida dos outros, eles arriscam a própria vida”, disse, relembrando daqueles que morreram no cumprimento do dever, valorizando o juramento de “defender a sociedade amazonense mesmo com o risco da própria vida”.

  

Criação

No dia 2 de julho de 1856, um Decreto Imperial assinado por Dom Pedro II criou uma das corporações mais significativas para o povo brasileiro, reconhecedora do trabalho desenvolvido pelos “soldados do fogo”, como são chamados os bombeiros militares, que expõem suas vidas ao constante risco para salvar a vida ou o patrimônio de terceiros.