NOTÍCIAS

Cristiano D’Angelo participa de Audiência Pública sobre decisão do STF sobre sistema de cotas da UEA

Por Assessoria de Comunicação

04.mai.2023 15:01h
img
Foto: Sandro Hiroshi

O deputado Cristiano D’Angelo (MDB) participou da Audiência Pública no Miniplenário Cônego Joaquim Gonçalves da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), para tratar sobre a situação do sistema educacional amazonense acerca da inconstitucionalidade do sistema de cotas da Universidade do Estado do Amazonas (UEA).

Cristiano reforça a importância do sistema de cotas, estratégia fundamental para o ingresso de estudantes oriundos da rede pública de ensino, principalmente no interior do Amazonas. “Essa decisão judicial pode deixar de fora muitos alunos, docentes, pesquisadores, especialmente após o período da pandemia onde teve muito prejuízo pedagógico. Quero reforçar a importância da UEA para os estudantes do interior do Amazonas que requer ainda a ampliação de serviços educacionais, inclusão de novos cursos entre outros sistemas integrados de formação profissional”, defende.

O reitor da UEA, Prof. Dr. André Zogahib ressaltou a importância da união entre os poderes na luta pelos direitos e garantias já conquistadas. Com uma metáfora sobre as lições enfrentadas por atletas do jiu-jitsu, também recitou um trecho do Hino do Amazonas. “No Jiu-jitsu a gente aprende a cair, a levantar, a tomar decisões sobre pressão. Quando a gente cai, levanta ainda mais fortalecido, se essa decisão judicial nos fragilizou, é a nossa união que vai fazer toda diferença para que possamos fazer valer os melhores resultados ao final dessa caminhada. Como finda o Hino do Amazonas sobre Viver ser destino dos fortes, nos ensina, lutando a floresta”, lembra.

Além de Zogahib, estiveram na mesa diretora da audiência, o subprocurador-geral adjunto da PGE-AM, Isaltino José Barbosa Neto; a secretária executiva da Casa Civil, Maria Goreth dos Santos Vieira, Isadora Alfaia Secretária Executiva do Governo. A audiência foi presidida pelo deputado Cabo Maciel, também contou com a presença de deputados membros da Comissão de Educação e representantes dos movimentos estudantis do Amazonas.