NOTÍCIAS

Delegado Péricles solicita conserto de raio-x do Cardoso Fontes

Por Diretoria de Comunicação da Aleam

17.nov.2022 15:19h
img
Foto: Divulgação Assessoria

O deputado estadual Delegado Péricles (PL) afirmou que enviará requerimento à Secretaria de Estado de Saúde (SES) solicitando providências para o urgente conserto do aparelho de raio-x da Policlínica Cardoso Fontes e a resolução sobre a insuficiente quantidade de líquido para a detecção da tuberculose disponibilizada aos pacientes no Amazonas. O compromisso foi firmado pelo parlamentar na manhã dessa quinta-feira (17), durante solenidade em comemoração aos 15 anos do Comitê de Controle à Tuberculose no Amazonas.

“Fui informado que o aparelho de raio-x da unidade novamente está sem funcionar. Vou encaminhar requerimento para o secretário de saúde do estado para que tome providências que assegurem o conserto. É inadmissível que uma unidade referência não tenham um aparelho de raio-x funcionando. Vamos resolver, nem que para isso eu tenha que destinar mais emendas para a policlínica. É assim que fazemos um mandato: cobrando, fiscalizando e ajudando também no que for necessário”, comprometeu-se o parlamentar.

Delegado Péricles é vice-presidente da Frente Parlamentar Mista de Enfrentamento e Defesa dos Direitos da Pessoa com IST/HIV/AIDS e Tuberculose (FRENDHAT e já destinou emendas para o aprimoramento da estrutura do Cardoso Fontes. “Parte desse valor já foi investido em equipamentos, móveis. Outros valores ainda estão em processo de licitação para a aquisição de materiais de necessidade da unidade. Eu  seguirei fazendo o que estiver ao meu alcance para o controle dessa doença no Amazonas”, continuou.

Ainda durante evento, Péricles recebeu pedido de mediação para solucionar a insuficiente quantidade de líquido de PPD (exames de identificação da tuberculose). De acordo com profissionais de saúde, a escassez inviabiliza o tratamento precoce e permite o avanço da doença. “Será outra demanda que eu enviarei à SES para providências. O Amazonas ainda figura entre os estados de maior incidência de tuberculose no país e precisamos lutar contra esse números com medidas efetivas de controle”, concluiu.

 

Marília Pimenta  – 98110-1244