NOTÍCIAS

Deputado Adjuto Afonso pede inclusão de Boca do Acre na nova malha aeroviária da Azul Linhas Aéreas

Por Assessoria

15.jun.2021 15:43h
img
Foto: Ney Xavier

O deputado Adjuto Afonso (PDT) fez um apelo nesta terça-feira (15) à empresa Azul Linhas Aéreas, para inserir o município de Boca do Acre (distante 1.028 km de Manaus em linha reta) na expansão das operações da Azul, que vai abranger oito municípios amazonenses. Para o parlamentar, é fundamental a inserção do município por conta das dificuldades de logística dos moradores.

“Oito municípios serão integrados a essa nova malha aeroviária da empresa Azul. Eu gostaria de fazer um apelo para um município próspero da nossa região, que é Boca do Acre. Estou fazendo um Requerimento ao Ministério da Infraestrutura e à Secretaria de Planejamento, que foi quem intermediou. Boca do Acre tem hoje quase 50 mil habitantes, tem um aeroporto do porte de outros municípios, tem uma economia pujante e maior rebanho do estado com a pecuária”, reitera o deputado.

O parlamentar destacou a dificuldade enfrentada pelos moradores da região por conta da logística, que não tem muitas opções de deslocamento.

“Como Boca do Acre fica próximo a capital do Acre, Rio Branco, as empresas não se interessaram, e o aeroporto ficou quase que desativado. Hoje, nós temos apenas uma empresa servindo à capital do Acre, que é a Gol, e um voo direto semanal, os outros todos são via Brasília. Se gasta, mais ou menos, 3 a 4 horas para chegar em Rio Branco e pagando um valor absurdo, em torno de R$ 2 mil uma passagem. Quero que a gente possa reativar o aeroporto de Boca do Acre, e se conseguirmos essa linha, vamos beneficiar também o município de Pauini (923 km), que fica próximo”, reitera o parlamentar.

Os oito municípios que serão atendidos pela Azul são: Apuí (453 km), Barcelos (399 km), Borba (151 km), Eirunepé (1.160 km), Itacoatiara (176 km), Humaitá (590 km), Novo Aripuanã (227 km) e São Gabriel da Cachoeira (852 km). O acordo entre o Governo do Estado e o Governo Federal também prevê a reativação dos voos para Lábrea (702 km), Coari (363 km) e Maués (276 km), num segundo momento.

Skip to content