NOTÍCIAS

Deputado Cabo Maciel celebra aprovação do novo sistema de cotas da UEA e reforça compromisso com a igualdade na educação dos estudantes do Amazonas

Por Lindivan Vilaça

17.mai.2024 13:03h
img
Foto: Paulo Ferraz

Em uma conquista histórica para educação no Amazonas, o novo sistema de cotas da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) foi aprovado nesta semana, na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), refletindo um compromisso renovado com a igualdade de oportunidades e o acesso à educação superior. O marco foi alcançado graças à luta incansável da Comissão de Educação da Assembleia Legislativa do Amazonas (COED-Aleam), presidida pelo deputado Cabo Maciel (PL), em conjunto com a reitoria da UEA, dirigida pelo professor André Zogahib.

A aprovação do novo sistema de cotas é uma vitória para milhares de estudantes amazonenses que, a partir de agora, terão melhores chances de ingressar na UEA, independentemente de sua origem ou condição socioeconômica.

Cabo Maciel, em sua atuação na Comissão de Educação, foi um defensor da redistribuição das cotas, destacando a importância de garantir um sistema educacional mais justo e inclusivo.

“Como parlamentar é meu compromisso assegurar que cada aluno, independentemente de sua origem ou condição socioeconômica, tenha a chance de realizar seus sonhos e alcançar seu potencial máximo”, declarou Cabo Maciel, enfatizando o impacto positivo que a nova política de cotas terá sobre os jovens do Amazonas.

A jornada até a aprovação não foi fácil e envolveu a colaboração de diversas entidades. Cabo Maciel expressou gratidão pelo apoio e dedicação de todos os membros da Comissão de Educação, bem como pela colaboração da Casa Civil, Secretaria Geral de Governo, Procuradoria Geral do Estado (PGE), Grupo de Trabalho da UEA e a sociedade em geral.

“Juntos, somos mais fortes e capazes de superar qualquer desafio que surja em nosso caminho”, afirmou o deputado.

Divisão de cotas

O sistema de cotas prevê a seguinte distribuição: do total de vagas dos cursos e turnos oferecidas pela UEA, 50% serão destinadas, exclusivamente, aos candidatos do Estado do Amazonas.

Os outros 50% das vagas serão destinados aos candidatos de qualquer Estado da federação brasileira.

Neste mesmo cenário, a divisão dentro dos concursos seletivos da UEA para as vagas destinadas ao Amazonas segue da seguinte maneira: 40% das vagas dos cursos e turnos oferecidos pela universidade serão destinados ao vestibular da UEA. Já os 60% das vagas oferecidas serão destinados ao Sistema de Ingresso Seriado (SIS/UEA).A implementação do novo sistema de cotas na UEA é vista como um passo crucial para promover a igualdade de oportunidades no Estado. Além de beneficiar estudantes, a medida também reforça o compromisso do governo e das instituições educacionais com a inclusão e a justiça social.