NOTÍCIAS

Deputado Serafim Corrêa pede diálogo entre instituições e indígenas para destravar BR-319

Por Assessoria

09.set.2021 12:34h
img
Foto: Dircom

Após recomendação do Ministério Público Federal (MPF) ao Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) para suspender licenças ambientais para obras na BR-319, o  deputado estadual Serafim Corrêa (PSB) sugeriu, nesta quinta-feira, 9, cumprimento da recomendação do MPF para reunião entre os órgãos e indígenas que moram ao longo da rodovia.

“O Ministério Público Federal recomendou que sejam suspensas todas as licenças para obras na BR-319,  até que haja reunião com os indígenas que moram ao longo da rodovia. No meu entender, até por experiência  própria, não se deve medir forças com o MPF. Estamos há 15 anos ou mais  medindo forças e a estrada não avançou nenhum quilômetro”, disse o deputado.

O líder do PSB  na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) também considera importante a  opinião pública diante dos argumentos dos indígenas, que sofrem diretamente o impacto pela revitalização da rodovia, da necessidade da obra e da posição dos  órgãos de fiscalização.

“Defendo todos baixarem a guarda, sentarmos, ouvirmos e procurarmos conduzir isso da melhor maneira possível de forma transparente, inclusive, colocando para a opinião pública de forma muito clara as posições de cada um. O diálogo vai ser o melhor caminho”, defendeu.

Serafim Corrêa lembrou, quando prefeito de Manaus, do entrave que teve com o Ministério Público Federal para a reforma do Mercado Municipal Adolpho Lisboa.

Skip to content