NOTÍCIAS

Deputados estaduais alertam população sobre necessidade de vacinação contra Covid-19

Por Diretoria de Comunicação da Aleam

28.jun.2023 13:43h
img
Foto: Hudson Fonseca

Os bumbás Caprichoso e Garantido entrarão na arena do Bumbódromo na próxima sexta-feira (30), ponto alto do Festival Folclórico de Parintins, que anualmente atrai milhares de turistas para o município localizado a 369 km distante da capital Manaus. Segundo projeções do Governo do Estado, são esperados pelo menos 120 mil visitantes na cidade nos três dias da disputa entre o boi azul e o boi vermelho.

A importância dessa festa para economia local foi destacada pelos deputados estaduais, durante a Sessão Plenária desta quarta-feira (28), na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam). Porém, os legisladores chamaram atenção à importância da população e turistas estarem com esquema vacinal atualizado para Covid-19.

O presidente Roberto Cidade (União Brasil) apresentou informação do Ministério da Saúde (MS) de que apenas 13% do público elegível no Brasil tomou a vacina bivalente contra a Covid-19. Entre os jovens, de 18 a 29 anos, o índice é ainda menor, com apenas 4,8% desse público tendo se vacinado com as doses de reforço da bivalente. “Sabemos que foi com a vacina que superamos a pandemia, e por isso faço este alerta para a população voltar a se vacinar, atualizar seu esquema vacinal”, disse Cidade.

A utilização das vacinas reduz os riscos decorrentes das infecções da Covid e promove a saúde da população, afirmou o presidente Roberto Cidade, alertando para o fato de que durante os três dias do Festival de Parintins serão comuns as aglomerações, o que aumenta a possibilidade de propagação da doença.

Os deputados Rozenha (PMB), Joana Darc (União Brasil) e Sinésio Campos (PT) também apoiaram a realização da festa, destacando seu valor para a cultura e economia, e reforçaram o apelo para a vacinação da população em geral. O deputado Sinésio Campos falou que, nos últimos anos, os índices de vacinação têm caído, e, segundo o parlamentar, um dos motivos pode ser a percepção enganosa de parte da população de que não é preciso vacinar porque as doenças desapareceram; além de discursos de pessoas públicas questionando a eficácia dos imunizantes.

“A vacina ainda é o caminho mais seguro para prevenirmos doenças”, disse Campos, propondo que a Casa Legislativa realize ações voltadas para o público externo de incentivo e conscientização da importância das vacinas. “Enquanto pessoas públicas, devemos nos posicionar sempre a favor da Ciência e incentivando as pessoas a se vacinar”, declarou a deputada Joana Darc, reforçando seu apoio.