NOTÍCIAS

Diretoria de Saúde da Aleam distribuirá preservativos no Dia Mundial de Combate à AIDS

Por Diretoria de Comunicação da Aleam

29.nov.2021 10:44h
img
Foto: Divulgação Dicom

Na próxima quarta-feira (1), a Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), por meio da Diretoria de Saúde, realizará a distribuição gratuita de preservativos aos servidores como ação referente ao Dia Mundial de Combate à AIDS, e também em referência ao Dezembro Vermelho, campanha de prevenção à doença. A data de 1º de dezembro foi definida em 1988, pela Organização Mundial de Saúde (OMS), como forma de conscientização e de estímulo ao aumento nas medidas de prevenção, tratamento e cuidados com os indivíduos que convivem com o vírus HIV.

A distribuição dos preservativos acontecerá no hall de entrada do prédio principal da Assembleia, ocasião em que também serão distribuídos lacinhos vermelhos simbolizando a adesão à campanha. O diretor de Saúde da Casa Legislativa, médico Arnoldo Andrade, reforça a importância da ação, sempre lembrando que, apesar dos coquetéis e tratamentos que hoje proporcionam melhor qualidade de vida aos soropositivos, a prevenção é sempre a melhor escolha.  “Sabemos que a Aids não tem cura. O numero de infectados voltou a crescer entre os jovens e a população de idade mais avançada. Queremos que os nossos servidores ajam com  responsabilidade e se previnam. Daí a necessidade da realização da campanha”, explicou

Além de dezembro, a Assembleia possui, há anos, um trabalho permanente de conscientização com os servidores sobre a importância da prevenção da infecção por HIV e da AIDS, especialmente em épocas que antecedem às festas, como Carnaval e Festival Folclórico de Parintins, assim como a chegada das festas de fim de ano, confraternizações e viagens.

 

Laços vermelhos

Os laços vermelhos tornaram-se símbolo de solidariedade e comprometimento na luta contra a AIDS desde 1991, quando em Nova York um grupo quis homenagear amigos que morreram por causa da doença.

A Campanha do Dezembro Vermelho existe no Brasil desde 1988, quando foi adotada pelo Ministério da Saúde.

 

 

Skip to content