NOTÍCIAS

Dr. George Lins apresenta projeto para realização de teste de visão nas escolas públicas

Por Assessoria de Comunicação

15.mai.2023 15:19h
img
Foto: Divulgação Assessoria

Tramita na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), o Projeto de Lei (PL) nº 465/2023, de autoria do deputado Dr. George Lins (União Brasil), que trata da criação da campanha de prevenção da ambliopia e da realização do teste de acuidade visual nas escolas públicas de ensino fundamental no Amazonas.

A ambliopia é uma alteração comum da visão que causa a perda da acuidade visual em crianças, ou seja, altera a capacidade de percepção e o quanto a pessoa consegue distinguir as coisas com mais nitidez. O cérebro ignora a imagem recebida de um dos olhos, o que reduz a visão.

Segundo o deputado Dr. George Lins, o teste de acuidade visual é importante na detecção de diversas doenças oculares, sobretudo em crianças na fase escolar, período no qual os olhos estão em processo de desenvolvimento.

“O baixo rendimento dos estudantes em sala de aula pode estar relacionado a algum problema de visão. E, quanto mais cedo detectarmos esse problema, maiores serão as chances de sucesso no tratamento e de desenvolvimento do aprendizado. Sem tratamento, a ambliopia normalmente persiste até a idade adulta, quando os tratamentos já não se mostram eficazes”, explicou o deputado.

O projeto de lei prevê as medidas que seriam tomadas a partir dos resultados obtidos no teste de acuidade realizados nas escolas como, por exemplo, comunicar aos pais ou responsáveis sobre o resultado e orientá-los a buscar atendimento para a criança junto a um médico oftalmologista.

O deputado explica ainda que o teste é bem simples e que o médico oftalmologista buscará sintomas clássicos como a reação de um olho à oclusão do outro, distúrbios morfológicos ou alteração pupilar. “Como nem todos os familiares conseguem perceber alterações no comportamento, o que diminui as chances de irem ao oftalmologista, a campanha se mostra essencial para evitar que as crianças desenvolvam problemas mais sérios na visão”, finalizou Dr. George.

 

 

 

Lucyleny Rocha (99396-1032) e Juscelino Taketomi (99223-6343)