NOTÍCIAS

Encerramento do “Vozes da Floresta” acontece com feira e atividades artísticas, na Aleam

Por Diretoria de Comunicação da Aleam

18.ago.2023 13:12h
img
Foto: Alberto César Araújo

O Dia Internacional dos Povos Indígenas é celebrado em 9 de agosto, e em alusão à data a Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), por meio da Escola do Legislativo Senador José Lindoso, realiza nesta sexta-feira (18) o encerramento do evento “Vozes da Floresta”.

O encontro é realizado dentro do programa “Educando pela Cultura” e, no primeiro dia, realizou palestras com especialista sobre o tema. Neste dia de encerramento aconteceu uma feira de artesanato, com exposição e comercialização de produtos de comunidades indígenas.

A coordenadora do Educando pela Cultura, Jacy Braga, falou sobre a necessidade de destacar o papel dos povos originários na formação cultural da população brasileira, e o Amazonas, que possui a maior população indígena do país, precisa ser agente multiplicador de informações que desconstrua conceitos negativos a respeito dessa população.

Um exemplo da contribuição cultural dos povos indígenas foi demonstrada por meio do expositor Iuri Silva, da etnia Saterê Mawe, que participou comercializando produtos da “medicina indígena”, conforme classificou.

“São pomadas, óleos naturais, como copaíba e andiroba, e outros produtos que contribuem com a medicina do homem branco, e ajudam a tratar de gordura no fígado, controle de diabetes ou dores na coluna” apontou o indígena. As vendas desses produtos contribuem para a subsistência da comunidade do expositor, que faz questão de destacar que “a nossa missão é mostrar que a medicina indígena está viva, segue atual”.

A cultura é destacada com a expositora Kelly Ane, da etnia Baré, que realizou grafismos na pele, com tinta natural de jenipapo. “O grafismo, na nossa cultura, tem uma grande importância porque representa cada ritual, cada celebração, cada aldeia”, explicou, falando que a tinta de jenipapo também tem um simbolismo sagrado, representando proteção. “Hoje podemos compartilhar nossa tradição e compartilhar nossa cultura”, explicou Kelly.