NOTÍCIAS

Líder da oposição, Wilker Barreto pede que liderança do Governo a assine a CPI da Asfixia

Por Assessoria

17.ago.2021 13:56h
img
Foto: Dircom

O deputado estadual Wilker Barreto usou a tribuna da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) nesta terça-feira, 17, para cobrar novamente a instalação da CPI da Asfixia no Parlamento estadual. Líder da oposição, o parlamentar desafiou a líder do Governo na Aleam, deputada Joana Darc, a assinar pela abertura da comissão, para investigar todos os contratos e gastos feitos pelo Governo do Amazonas desde o início da pandemia do novo Coronavírus, março de 2020, até o fim da CPI.

Em seu discurso na Sessão Ordinária, o parlamentar desafiou a liderança do Governo a assinar a CPI da Asfixia, que possui seis assinaturas de oito necessárias para a abertura da comissão na Casa Legislativa. Para Barreto, a assinatura da líder seria uma demonstração de que “quem não deve, não teme”.

“Estou desafiando a liderança do governo a assinar a CPI, demonstrem que o governo não teme uma investigação, ou então venha para a tribuna e justifique porque não o fará. O silêncio da Vossa Excelência em não assinar a CPI soa perante a opinião pública como uma confissão de culpabilidade”, disparou Wilker.

Barreto aproveitou para criticar a falta de vontade do Poder Legislativo em apurar os atos do Governo durante a pandemia da Covid-19.

“Não implementar a CPI da Asfixia é uma falta de respeito para com o Amazonas e com as famílias que ainda se encontram enlutadas. O nosso povo comeu o pão que o diabo amassou, sofreu as maiores atrocidades e esta Casa se silencia em relação a um dos momentos mais sóbrios da história do Estado”, finalizou Barreto.

Skip to content