NOTÍCIAS

Mudanças na Secretaria de Segurança Pública foram os destaques da Sessão Plenária desta quarta-feira (30)

Por Diretoria de Comunicação da Aleam

30.ago.2023 13:58h
img
Foto: Hudson Fonseca

Os deputados estaduais comentaram as mudanças na alta cúpula da Segurança Pública do estado e as expectativas para a pasta durante a Sessão Plenária desta quarta-feira (30), após o coronel da Polícia Militar do Amazonas (PMAM), Vinícius Almeida, assumir a Secretaria de Segurança-Pública do Amazonas (SSP-AM). Antes de ser nomeado titular da SSP-AM, o coronel Vinícius Almeida era o comandante-geral da Polícia Militar do Amazonas (PM-AM), cargo que, com a mudança, será assumido pelo coronel Klinger Paiva, que atuava no Comando de Policiamento Especializado (CPE).

O deputado Delegado Péricles (PL) parabenizou o novo secretário de Segurança e o novo Comandante da PM. O parlamentar disse acreditar que com esforço o Amazonas pode ter uma segurança pública melhor. Porém, avaliou ser necessário trabalhar com inteligência; tecnologia; integração com as forças estaduais e federais de segurança pública; ações que devolvam à população a sensação de segurança. “Temos problemas em praticamente todos os municípios com relação ao tráfico de drogas. Espero que possam trabalhar bem, com planejamento para dar novos ares à segurança pública do Amazonas, um problema grave que temos no estado”, declarou.

Já o deputado Wilker Barreto (Cidadania) lembrou que há tempos alertava, sem sucesso, para a necessidade da vinda do antigo Secretário de Segurança para que comparecesse à Assembleia para esclarecer sobre sua gestão e métodos.

“Talvez tenha sido o único parlamentar a ter vindo ontem nesta tribuna pedir pela exoneração do Secretário de Segurança e, por motivos óbvios, já que os fatos por si só já os narram. Há meses vinha cobrando a vinda do Secretário de Segurança para explicar suas estratégias e planejamento para Segurança Pública e nem uma única vez isso aconteceu. Temos agora um novo secretário, torço para que ele acerte e que a sua expertise na carreira de PM ajude na gestão e de igual modo o novo comandante da PM. Faço o convite para que venham à Assembleia apresentar o seu planejamento”, afirmou.

Ainda durante a sessão, o deputado Rozenha (PMB) parabenizou o governador Wilson Lima pela escolha do Coronel Vinícius para a pasta da Segurança, destacando a larga experiência do Coronel.

“Ele é preparadíssimo, já passou por diversos órgãos e está pronto. O Amazonas vive um caos sendo capitaneado pelo narcotráfico e o poder do crime infelizmente está maior que as forças de segurança. Ser secretário de Segurança Pública no Amazonas não é fácil, é preciso estar preparado e isso, tenho certeza, que ele está”, afirmou, reforçando o convite à Aleam ao novo Secretário.

Do mesmo modo, a deputada Alessandra Campêlo (Podemos) parabenizou o Coronel Vinícius. Ela destacou a expectativa de reforço contra o crime organizado e contra a violência doméstica. “Espero que consiga fazer um excelente trabalho. Ele conta com meu apoio para que possa realizar um bom trabalho, porque a população do Amazonas precisa, já que é uma guerra desigual, especialmente com relação à violência contra a mulher”, analisou.

O deputado Comandante Dan Câmara (Podemos) também falou do desafio que será enfrentado pelo novo secretário. “Parabenizamos o Coronel Vinícius e desejamos boa sorte. É um desafio estar à frente da pasta especialmente neste momento que vivenciamos, pois não é um cenário pacífico, mas de bastantes desafios que exigem do Comandante Geral uma nova versão para que possa apresentar uma política pública que almejamos e satisfaça o povo do Amazonas”, destacou.

 

Outros temas

Entre os demais assuntos tratados, o deputado João Luiz (Republicanos) enfatizou a iniciativa do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado do Desporto e Lazer (Sedel) em promover  o curso de defesa pessoal feminina.

Em seu discurso, o deputado Cabo Maciel (PL) defendeu a legalização do extrativismo mineral artesanal, que representa 30% da extração de minério do Amazonas. E o deputado Wilker Barreto (Cidadania) criticou  o métodos de fiscalização agendada na unidades hospitalares do Amazonas, já que o formato favorece “maquiagens” e manipulações no atendimento e na estrutura dos locais.