NOTÍCIAS

Parlamentares estaduais celebram o Dia do Voto Feminino no Brasil, nesta quarta-feira (3)

Por Diretoria de Comunicação da Aleam

03.nov.2021 17:28h
img
Foto: Divulgação Dicom

O Dia da Instituição do Direito e Voto da Mulher, celebrado nesta quarta-feira (3), foi lembrado pelos deputados, na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam). Dos 24 parlamentares, que compõem o parlamento estadual, cinco são mulheres: Dra. Mayara Pinheiro (Progressistas); Joana Darc (PL); professora Therezinha Ruiz (PSDB); Nejmi Aziz (PSD) e Alessandra Campelo (MDB), que está licenciada.

Até 1930, as mulheres não podiam participar do processo eleitoral. Apenas em 24 de fevereiro de 1932, o Código Eleitoral passou a garantir o voto feminino, e em 1934, passou a ser previsto na Constituição Federal. A conquista do voto feminino é um marco importante na história da democratização do Brasil.

O presidente da Aleam, deputado Roberto Cidade (PV), falou da importância da data. “O dia 3 de novembro lembra a luta das mulheres pelo direito de votarem e serem votadas. Um direito que até 89 anos atrás era privilégio dos homens. Essa foi uma conquista de extrema importância para a igualdade social e política no país. Como homem público e dirigente de um partido reconheço o protagonismo feminino nesse contexto e busco trabalhar por maior participação das mulheres no cenário político”, concluiu.

A presidente da Comissão da Mulher, da Família e do Idoso da Assembleia, deputada professora Therezinha Ruiz (PSDB), lembra a data e destaca otimismo em relação ao futuro. “Hoje, faz 89 anos que as brasileiras podem oficialmente votar. Isso significa que anteriormente as mulheres não puderam escolher seus representantes. Atualmente, é um direito de todos os brasileiros, independentemente de raça ou gênero”, constatou. Ela disse ainda que a inclusão de todas as mulheres na política e em todas as áreas profissionais da sociedade é uma luta constante. “Podemos dizer que estamos conseguindo, mas ainda falta muito caminho para continuarmos batalhando juntas”, declarou.

O deputado Álvaro Campelo (Progressistas) afirmou que essas datas precisam sempre ser lembradas e comemoradas. “Todos os avanços que dizem respeito aos direitos das mulheres merecem destaque. O voto feminino foi uma dessas conquistas e hoje vemos as mulheres ocupando lugares de destaque na sociedade. Sinto-me feliz de poder participar desse momento em que a nossa Casa Legislativa possui cinco deputadas, presidindo Comissões Técnicas”, finalizou.

A importância das mudanças advindas de conquistas que, ao longo dos anos, abriram portas para mulheres na política brasileira, foi destacada pela deputada Dra. Mayara Pinheiro (Progressistas). “Graças às conquistas iniciadas neste dia, hoje, posso discursar da Tribuna de um Poder Legislativo Estadual e muitas mulheres se sentem representadas e inspiradas a conquistarem os seus sonhos dentro da política”, avaliou.

De acordo com Mayara, a luta por maior participação feminina na política é travada diariamente e, mesmo a passos lentos, os desafios têm sido vencidos. Embora sejam mais de 50% da população, as mulheres ainda não ocupam muitos espaços na política.  “Hoje, segundo o TSE, nós, mulheres, somamos quase 53% do eleitorado brasileiro, mas somos absoluta minoria nos cargos eletivos. Isso pode mudar, se mais mulheres se disponibilizarem a participar do processo político no Estado.”, enfatizou a deputada.

 

 

#ParticipaMulher

Em 2019, a então presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministra Rosa Weber, lançou o site Participa Mulher (justicaeleitoral.jus.br/participa-mulher), para homenagear mulheres que participaram da luta pela participação feminina na política e incentivar novas candidaturas femininas.

Skip to content