NOTÍCIAS

Procuradoria da Mulher realiza programação especial para meninas, na Aleam

Por Diretoria de Comunicação da Aleam

14.dez.2023 11:57h
img
Foto: Hudson Fonseca

A Procuradoria Especial da Mulher, da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), realizou nesta quinta-feira (14), o “Encontro de Mulheres e Meninas”, com uma programação no hall de entrada que se estendeu ao Plenário Ruy Araújo.

Ao todo, quarenta crianças participaram do evento, filhas de mulheres atendidas pela Procuradoria, de servidoras ou participantes de atividades desenvolvidas em Centros Sociais localizados em Manaus. As meninas foram recebidas no hall de entrada da Aleam, onde participaram de um café da manhã e conversaram com a deputada Alessandra Campêlo (Podemos), presidente da Procuradoria da Mulher.

Campêlo falou que o encontro tem o objetivo de conscientizar as crianças, desde pequenas, sobre a importância de lutar pelos direitos da mulher, mostrando um pouco do trabalho da Procuradoria e o compromisso de lutar para que as futuras gerações vivam sem violência, sem medo de serem estupradas ou de serem mortas.

“Queremos um mundo em que elas estejam livres de relacionamentos abusivos e principalmente, onde possam crescer com liberdade e entendam que o lugar de mulher é onde ela quiser” afirmou a parlamentar.

Depois deste primeiro contato, as meninas seguiram para o Plenário Ruy Araújo, onde acompanharam parte da Sessão Ordinária e ouviram pronunciamento da deputada Alessandra, que falou aos demais parlamentares sobre a necessidade de quebrar a desigualdade de gênero e incentivar mulheres a alcançarem outros cenários, que vão além do doméstico.

“Essas meninas estão aqui como símbolo de uma luta das mulheres que vieram antes de mim, que lutaram para que eu estivesse aqui hoje; e eu que vim antes delas, estou lutando para que também possam estar aqui futuramente”, disse.

Ana Vitória Lopes, 9 anos, e Polyana dos Santos, de 16 anos, participaram da programação e avaliaram positivamente o encontro.

“Estou gostando muito de conhecer a sede do Poder Legislativo, e mais ainda conhecer o trabalho da Procuradoria da Mulher, que oferece apoio às mulheres vítimas de violência”, falou Polyana.

Ana Vitória falou que estar na Casa Legislativa permitiu entender o poder das mulheres, que podem atuar em qualquer área e contribuir para o desenvolvimento social.

“Muito bom aprender que existem lugares como a Aleam, onde além de poder buscar ajuda, mostra que as mulheres tem que se unir e conquistar tudo que quiserem”, disse a menina.