NOTÍCIAS

Região do Alto Solimões colhe os primeiros resultados do Seminário de Segurança Inovadora

Por Assessoria de Comunicação

18.ago.2023 14:15h
img
Foto: Divulgação Assessoria

Os nove municípios que integram o Alto Solimões terão um encontro com o Ministério da Justiça e Segurança Pública para alinhar ações de apoio federal à segurança daquela área do oeste do Amazonas.

A Região do Alto Solimões é dominada por cartéis de drogas, em razão da linha de fronteira Brasil, Colômbia e Peru, e ganhou maior evidência quando do desaparecimento e morte do indigenista brasileiro
Bruno Pereira e do jornalista inglês Dom Phillips.

O Alto Solimões também compreende uma parte da Terra Indígena Vale do Javari, com a presença das etnias Kanamari, Kulina, Pano, Matis, Matsés, Korubo, Tsohom Djapá e Marubo, além de 16 povos isolados, 30% dos indígenas isolados do Brasil. A reunião está pré-agendada para o dia 6 de outubro, com a presença confirmada do Secretário Nacional de Segurança Pública do Ministério da Justiça, Tadeu de Alencar, e a possibilidade da presença do Ministro Flavio Dino, ainda a ser confirmada.

A agenda se estabeleceu na manhã de sexta-feira, 18, a partir de uma pergunta feita ao Secretário Tadeu de Alencar, que era palestrante, pelo Secretário de Segurança Pública de Benjamin Constant, Joel Zellian de Souza Castro.

A resposta resultou em uma reunião após a palestra entre o Secretário Nacional de Segurança Pública e quatro prefeitos do Alto Rio Negro: Nazareno Souza Martins, de São Paulo de Olivença, Saul Nunes Bemerguy, de Tabatinga, David Nunes Bemerguy, de Benjamin Constant e Denis Linder Rojas de Paiva, de Atalaia do Norte.

O deputado Dan Câmara (Podemos), presidente da Comissão de Segurança Pública do Legislativo Estadual, e promotor do Seminário de Segurança Inovadora, se declarou muito satisfeito. “O seminário teve uma presença muito qualificada, tanto de palestrantes, todos especialistas na área, quanto de participantes que são gestores no interior; prefeitos; vereadores; secretários na convergência de propósitos foi possível”, disse.

Ele reforçou a dificuldade que os cidadãos do interior do Estado, mesmo aqueles instituídos de alguma autoridade, têm de acesso a autoridades nacionais e estaduais. “Possibilitamos isso com o Seminário e conseguimos o resultado, o primeiro de muitos”, explicou.

São municípios da Região do Alto Solimões: Tabatinga, Benjamin Constant, São Paulo de Olivença, Santo Antônio do Içá, Atalaia do Norte, Tonantins, Fonte Boa, Jutaí e Amaturá.