NOTÍCIAS

Rozenha segue na luta contra a atuação dos flanelinhas em Manaus

Por Assessoria de Comunicação

21.jun.2023 16:07h
img
Foto: Divulgação Assessoria

Nesta quarta-feira (21), o deputado estadual Rozenha (PMB) mostrou indignação ao falar sobre a atuação dos flanelinhas na cidade de Manaus. Para o parlamentar, a categoria comete abuso, principalmente, durante a abordagem às mulheres.

Desde 2014, quando era vereador, Rozenha busca impedir a ação da categoria. Na Câmara Municipal, trabalhou para revogar a Lei 094/2003 que regulamenta a ação dos flanelinhas. “Manaus tinha um centro sem leis. Naquela época, a cidade era tomada por flanelinhas que abusavam, principalmente das mulheres, não só com preços extorsivos e com ameaças de riscar o carro, mas, principalmente, para que esse dinheiro fosse entregue antecipadamente”, recorda.

Como exemplo, o deputado citou o que ocorre durante grandes eventos, sobretudo nas imediações do Sambódromo e da Arena da Amazônia. “É um crime. Eles cobram, 30, 40, 50 reais para parar o carro em via pública. Se fosse um estacionamento privado, tudo bem, mas é a rua, é passeio público. E tem que pagar antecipado. Se você não pagar, tem ameaça, um olhar de cara feia, a expectativa de ter o carro riscado. E se for uma mulher, piorou a situação”, disse.

Rozenha chama a atenção para o Art. 5º. da Constituição Federal que garante o direito de ir e vir. Por isso, pede que os abusos sejam levados ao conhecimento das autoridades, principalmente aqueles realizados contra as mulheres. “Eu queria mandar um recado às mulheres. Não permitam! Na hora de estacionar para assistir a um show, se for cobrado um valor desse, chame a polícia. Não aceite! Não pague! O espaço público é do povo”, afirmou o deputado.

Para o deputado, o que ocorre nas ruas de Manaus é crime. Por isso, considera que essa é mais uma luta para encarar de frente. “Manaus precisa ser uma cidade diferente, mas para isso, precisamos combater os maus costumes criminosos que ainda temos”, afirmou.