NOTÍCIAS

Serafim assina CPI da Asfixia e pede investigação das mortes pela falta de oxigênio

Por Assessoria

06.jul.2021 11:56h
img
Foto: Assessoria

O deputado estadual Serafim Corrêa (PSB)  assinou, na manhã desta terça-feira (6), o pedido de instalação da CPI da Asfixia na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), de autoria do deputado delegado Péricles (PSL), para investigar a falta de oxigênio no Estado, o que ocasionou a morte de milhares de amazonenses em janeiro deste ano.

“Como todos sabem, PSB e PT têm uma larga tradição de andar em conjunto e tanto o deputado Sinésio Campos (PT) como eu, entendemos que temos a necessidade de instalar a CPI. Todos os fatos relatados até aqui são graves, mas entendemos que existe um fato mais grave, que já vinha sendo discutido, debatido, mas de forma dispersa”, disse o deputado referindo-se ao estímulo de tratamento precoce com a cloroquina em Manaus, cuja eficácia não é comprovada, para o combate à Covid-19.

O parlamentar chegou a mencionar o artigo publicado no último dia 3 de julho, no Jornal O Globo, de autoria de Miguel Lago, diretor executivo do  Instituto de Estudos para Pesquisa de Saúde ( IEPS), presidido por Armínio Fraga, que trata da crise sanitária ocasionada pelo vírus.

“Ecos da Crise Sanitária. A hora da ciência na CPI. A capital amazonense viveu situações análogas às de campos de concentração quando virou um centro de experimentações médicas, com tratamento utilizando remédios sem eficácia comprovada e estímulo ao autocontágio como forma de imunizar a população”, diz trecho do artigo.

Serafim também exibiu gráficos divulgados no artigo, que trazem comparativo das mortes em Manaus e nas demais capitais do país com 100 mil habitantes.  Ele destacou o crescimento “assustador” da reta em relação ao número de mortes por 100 mil habitantes no mês de janeiro.

“Isso é algo da maior seriedade e envolve omissão. Objetivo de qualquer CPI é dar uma resposta à sociedade de quem foi responsável pela morte de milhares de amazonenses. Temos a CPI proposta pelo deputado Dermilson Chagas (Podemos), que aborda vários pontos, e temos a CPI  proposta pelo deputado Péricles, que tem como objetivo apurar a questão do oxigênio. O oxigênio é um dos itens da falta de atendimento, porque quando precisávamos de oxigênio a “Capitã Cloroquina” veio dizer que precisávamos de atendimento precoce. Mandou 120 mil comprimidos de cloroquina para distribuir com a promessa que tudo seria contornado e isso não aconteceu”, disse o deputado.

O líder do PSB na Casa Legislativa e o deputado Sinésio Campos defendem a apuração da falta de oxigênio, apuração do estímulo ao tratamento precoce sem eficiência comprovada e a apuração das mortes pela Covid-19. Entendem que a CPI da Asfixia é a proposta que melhor se adequa aos objetivos mencionados.

“Sinésio e eu queremos que apure isso e entendemos que isso se amolda melhor à Comissão do deputado Péricles. Entendendo que não há nenhuma dificuldade de instalar essa comissão para apurar especificamente essa questão do oxigênio, que está entrelaçada com essa questão. Concordamos com a linha do Deputado Péricles e pedimos que os demais deputados também possam assinar”, concluiu.

Skip to content