NOTÍCIAS

Sessão Especial homenageia Dia do Químico na Assembleia Legislativa do Amazonas

Por Diretoria de Comunicação da Aleam

19.jun.2023 13:33h
img
Foto: Hudson Fonseca

A manhã desta segunda-feira (19) foi de homenagem ao Dia do Químico, por meio de uma Sessão Especial realizada no Plenário Ruy Araújo da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), por iniciativa do Requerimento nº 2.805 de 2023, do deputado estadual Sinésio Campos (PT).

Sinésio Campos destacou a influência do trabalho do químico no desenvolvimento técnico-científico. “O dia do Químico serve para homenagear o trabalho árduo e muitas vezes anônimo que esses profissionais desempenham. Graças a eles, há um constante desenvolvimento técnico-científico e industrial do nosso estado, pois esses profissionais adequam a Química à solução de problemas tecnológicos e impulsionam os centros de pesquisas químicas e universitárias”, explicou.

O parlamentar acrescentou que isso torna evidente também o papel do Químico no bem-estar da sociedade, pois ele propicia que produtos como medicamentos, alimentos e produtos de higiene e limpeza, sejam fabricados com uma melhor qualidade, tanto para a saúde do consumidor e de quem os produz, quanto para minimizar ao máximo os impactos ambientais.

Foram entregues quatro certificados de homenagem e uma placa comemorativa destinada ao Programa de Pós-Graduação em Química da Universidade Federal do Amazonas (PPGQ-UFAM), representado pelo coordenador do curso, professor doutor Luiz Kleber Carvalho de Souza.

Para o coordenador, a homenagem é bem recebida pela classe, até mesmo pela importância dos químicos na formação dos acadêmicos nas universidades e na indústria.

“A classe da química do Amazonas tem uma importância que vai da formação nas universidades e também no polo industrial, desempenhando o controle de qualidade dos produtos e na inovação e criação de novos produtos. Mas a formação de nossos mestres e doutores ocupa as vagas no interior do Amazonas com a ajuda da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), já que temos dificuldade em fixar doutores no interior. Por exemplo, em Parintins, temos problemas graves em relação à qualidade da água e nesse sentido o doutor pode criar filtros para doar para a comunidade ribeirinha, evitando, assim, problemas de saúde, por isso nos sentimos muito bem representadas aqui hoje, até porque são poucos os eventos que ressaltam o papel do químico”, finalizou.