NOTÍCIAS

Sessão Ordinária tem como tema situação da Fundação Alfredo da Matta

Por Diretoria de Comunicação da Aleam

29.mar.2022 14:45h
img
Foto: Alberto César Araújo

Durante a Sessão Ordinária, desta terça-feira (29), na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), o deputado Wilker Barreto (Cidadania) falou sobre a visita que fez à Fundação Hospital Alfredo da Matta para verificar a suspensão de cirurgias de pele por conta da reforma do Centro Cirúrgico. Como membro da Comissão de Saúde e Previdência da Aleam, Wilker afirmou esperar que o Hospital envie o cronograma de cirurgias que, segundo ele, não serão interrompidas. “Fora isso, fiquei impressionado com a quantidade de médicos e outros profissionais de saúde que estão em tempo de se aposentar e da necessidade de um novo processo seletivo, seguido de concurso público”, salientou.

No seu pronunciamento, o deputado Cabo Maciel (PL) falou sobre o Projeto de Lei, apresentado por ele, que determina penalidades administrativas às pessoas físicas e jurídicas, além de agentes públicos, que discriminem pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA).

A ação de formação de empreendedores, executada pela Frente Parlamentar Estadual de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Frempeei), foi o teor do discurso do deputado Adjuto Afonso (PDT). O parlamentar falou sobre como a Frempeei, que é presidida por ele, formou novos 35 microempreendedores, em conjunto com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE) e a Agência de Fomento do Estado do Amazonas (Afeam), no Puraquequara.  “Certamente essas pessoas quando saem do treinamento têm acesso a crédito facilitado. Estamos criando, junto com a Escola do Legislativo, o curso de Empreendedor Digital, para que as pessoas tenham acesso a linhas de crédito e cursos de reciclagem”, afirmou.

Cessão de Tempo

De autoria do deputado Sinésio Campos (PT), a Aleam realizou uma Cessão de Tempo para que o Diretor do Instituto de Pesos e Medidas do Amazonas (IPEM), Márcio André de Oliveira, falasse sobre as atribuições do órgão e também sobre a fiscalização dos medidores de energia que a concessionária Amazonas Energia pretende instalar em todo o Amazonas.

De acordo com Oliveira, dos dois mil medidores inspecionados pelo IPEM, 36 aparelhos mediam a mais o consumo, prejudicando os consumidores. “O IPEM é o órgão oficial do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) no Amazonas. Esse trabalho de fiscalização está sendo intensificado. Em fevereiro, foram 30 aparelhos de medição aferidos com alteração. Em alguns casos, o consumidor estava pagando o dobro do valor real, até três vezes a mais do que o permitido pela legislação, levando a lavrar um auto de infração no valor de R$ 400 mil contra a empresa Amazonas Energia”, explicou.

Ainda durante a Cessão de Tempo, o representante da empresa Wasion da Amazônia, Daniel Goulart, falou sobre a fabricação de medidores de energia no Polo Industrial de Manaus (PIM). “O desenvolvimento da tecnologia desses medidores é realizado em Manaus, por meio de parceria com a Universidade do Estado do Amazonas (UEA) e nossos laboratórios”, afirmou.

Skip to content