PERFIL DO DEPUTADO

Alessandra Campêlo

Formada em Jornalismo pela UFAM, pós-graduada em Planejamento Governamental e Orçamento Público pela UEA e policial civil concursada, Alessandra Campêlo da Silva é natural de Manaus (AM) e nasceu em 1 de novembro de 1974. É deputada estadual de dois mandatos na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas. Atualmente, preside a Comissão da Mulher, da Família e do Idoso da Casa.

Alessandra foi eleita pela primeira vez para o cargo em 2014, quando obteve 25.361 votos concorrendo pelo PCdoB. Foi a única mulher eleita naquele pleito e assumiu o mandato em 2015, na 18ª legislatura da Assembleia. Destacou-se pela postura aguerrida na tribuna do Plenário Ruy Araújo, assiduidade e propostas legislativas voltadas, principalmente, às causas das mulheres.

Campêlo concorreu à reeleição em 2018, já como filiada ao MDB. Novamente foi consagrada nas urnas, desta vez com 23.859 votos. Na 19ª legislatura, assumiu o segundo mandato em 2019 e ficou no parlamento até fevereiro de 2021, quando se licenciou da Casa para assumir a Secretaria de Estado da Assistência Social a convite do governador Wilson Lima.

Na Seas, Alessandra teve atuação destacada no combate aos impactos sociais e econômicos da pandemia da Covid-19 na população em situação de vulnerabilidade. Colaborou com criação de programas socioassistenciais que impactaram a vida de milhares de amazonenses, como os auxílios emergenciais da Pandemia, Enchente e Permanente.

Outras marcas da administração de Alessandra na Assistência Social são a ampliação do programa social Prato Cheio, restaurantes e cozinhas populares na capital e interior do estado; e a concretização do Programa Dignidade Menstrual, resultado de lei aprovada na Assembleia do Amazonas, que garante a distribuição gratuita de absorventes higiênicos para estudantes em situação de vulnerabilidade social nas escolas públicas.

Alessandra retomou o mandato em abril de 2022, coincidindo também com sua filiação ao PSC. As pautas prioritárias do mandato são: Mulheres, Famílias e Idosos; Assistência Social; Crianças e Adolescentes; Esporte, Juventude e Cultura; Apoio aos municípios; e Destinação de emendas para as áreas de Saúde, Educação e Segurança.

Alessandra Campêlo da Silva

Manaus (AM)

01/11

deputada.alessandracampelo@aleam.gov.br

(92) 3183-4375 ou 3183-4553

  • Notícias
  • Proposições
  • Projetos
  • Comissões
  • Agenda
Dep. Alessandra Campelo Comissao da Mulher da Assembleia inicia campanha contra importunacao sexual com panfletagem na area portuaria de Manaus
22.06.22 12:49h
Comissão da Mulher da Assembleia inicia campanha contra importunação sexual com panfletagem na área portuária de Manaus
Uma panfletagem com material informativo deu início à campanha “Deixa de enxerimento – importunação sexual é crime e dá cadeia”. A campanha, que tem objetivo de combater esse tipo de crime praticado contra as mulheres nos meios de transporte (embarcações, ônibus, etc), é uma realização da Comissão da Mulher, da Família e do Idoso da Assembleia Legislativa do Amazonas. A ação foi realizada na manhã desta quarta-feira (22/06), na área da balsa amarela, zona portuária do Centro de Manaus. A iniciativa conta com apoio do Governo do Amazonas, por meio da Amazonastur e das secretarias de Segurança Pública e Cultura e Economia Criativa, além de outros poderes e instituições envolvidos na pauta da defesa da mulher. A campanha “Deixa de enxerimento”, de acordo com a deputada estadual Alessandra Campêlo (PSC) e o deputado estadual Roberto Cidade (União Brasil), iniciou justamente na área de acesso às embarcações, um dos modais de transporte onde esse tipo de crime ocorre com frequência na região. Os registros apontam que a importunação sexual acontece nas redes, enquanto as mulheres dormem. “A campanha foi criada a partir de uma denúncia de importunação sexual que chegou à Comissão da Mulher, ocorrida num barco regional em Barreirinha. Com essa iniciativa, o Poder Legislativo quer sensibilizar a sociedade sobre a importância do respeito às mulheres e ao mesmo tempo informar que esse tipo de conduta é configura crime e dá cadeia”, explicou a deputada Alessandra durante a panfletagem. Segundo o presidente da Casa, deputado Roberto Cidade, a campanha inicia em Manaus e continua em Parintins (369 km), aproveitando o grande fluxo de visitantes que viajarão de barco rumo à Ilha Tupinambarana para o festival folclórico deste ano. “É essencial que a Assembleia Legislativa cumpra seu papel de defesa e proteção das mulheres, não apenas legislando sobre o assunto, mas também com ações efetivas que as protejam de verdade”, destacou Roberto Cidade.   Conceito A Lei Federal nº 13.718/2018, mais conhecida como Lei de Importunação Sexual, tornou crime “praticar contra alguém e sem a sua anuência ato libidinoso com o objetivo de satisfazer a própria lascívia ou a de terceiro”. A pena é de um ano a cinco anos de prisão. Como importunação sexual estão inclusos casos como cantadas invasivas, beijos forçados, toques sem permissão, até mesmo casos de ejaculação, que já foram registrados dentro do transporte público em diversas cidades do País.   Leis estaduais em vigor A Assembleia Legislativa já vem discutindo esse tema e propondo avanços na legislação. A Lei 5.022/2019, de autoria da deputada estadual Alessandra Campêlo (PSC), obriga eventos, casas de show, bares e restaurantes a afixar placas ou similares de forma legível e aparente ao público a Lei Federal da importunação sexual. No mesmo sentido, a Lei 5.247/2020, de autoria do deputado estadual Roberto Cidade (União Brasil), obriga a divulgação do crime de importunação sexual nos transportes públicos do Amazonas, como ônibus, embarcações, táxis e carros que fazem corridas para aplicativos.     Canais de denúncia: Central de Atendimento à Mulher: 180 Polícia Militar: 190 Delegacias Especializadas em Crimes contra a Mulher: Parque Dez (92) 3236-7012 Cidade de Deus (92) 3582-1610/8152 Colônia Oliveira Machado (92) 3214-3653/3641 Comissão da Mulher da Assembleia Legislativa do Amazonas (92) 3183-4353       Responsável: Emanuel Mendes Siqueira (92) 99122-3785  
Ler mais
WhatsApp Image 2022 06 21 at 14.25.21 1
21.06.22 15:09h
Comissão da Mulher da Assembleia inicia campanha contra a importunação sexual nos meios de transporte
“Deixa de enxerimento – importunação sexual é crime e dá cadeia”. É com essa mensagem que a Comissão da Mulher, da Família e do Idoso da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) vai começar, nesta quarta-feira (22), a partir das 6h, na área da balsa amarela, uma campanha contra a importunação sexual nos meios de transporte. A iniciativa conta com apoio da Presidência da Casa, além do Governo do Amazonas, por meio da Amazonastur e das secretarias de Segurança Pública e Cultura e Economia Criativa, além de outros poderes e instituições envolvidos na pauta da defesa da mulher. A campanha “Deixa de enxerimento”, de acordo com a deputada estadual Alessandra Campêlo (PSC) e o deputado estadual Roberto Cidade (União Brasil), começa justamente na área de acesso às embarcações, um dos modais de transporte onde esse tipo de crime ocorre com frequência na região. Os registros apontam que a importunação sexual acontece nas redes, enquanto as mulheres dormem. “A campanha foi criada a partir de uma denúncia de importunação sexual que chegou à Comissão da Mulher, ocorrida num barco regional em Barreirinha (distante 331 km de Manaus em linha reta). Com essa iniciativa, o Poder Legislativo quer sensibilizar a sociedade sobre a importância do respeito às mulheres e ao mesmo tempo informar que esse tipo de conduta é configura crime e dá cadeia”, explica a deputada Alessandra. Segundo o presidente da Casa, deputado Roberto Cidade, a campanha inicia em Manaus e continua em Parintins (369 km), aproveitando o grande fluxo de visitantes que viajarão de barco rumo à Ilha Tupinambarana para o festival folclórico deste ano. Uma equipe da Comissão da Mulher vai distribuir o material informativo da campanha nos principais pontos de circulação no município. “É essencial que a Assembleia Legislativa cumpra seu papel de defesa e proteção das mulheres, não apenas legislando sobre o assunto, mas também com ações efetivas que as protejam de verdade”, destacou.   Conceito A Lei Federal nº 13.718/2018, mais conhecida como Lei de Importunação Sexual, tornou crime “praticar contra alguém e sem a sua anuência ato libidinoso com o objetivo de satisfazer a própria lascívia ou a de terceiro”. A pena é de um ano a cinco anos de prisão. Como importunação sexual estão inclusos casos como cantadas invasivas, beijos forçados, toques sem permissão, até mesmo casos de ejaculação, que já foram registrados dentro do transporte público em diversas cidades do País.   Leis estaduais em vigor A Assembleia Legislativa já vem discutindo esse tema e propondo avanços na legislação. A Lei 5.022/2019, de autoria da deputada estadual Alessandra Campêlo (PSC), obriga eventos, casas de show, bares e restaurantes a afixarem placas ou similares de forma legível e aparente ao público a Lei Federal da importunação sexual. No mesmo sentido, a Lei 5.247/2020, de autoria do deputado estadual Roberto Cidade (União Brasil), obriga a divulgação do crime de importunação sexual nos transportes públicos do Amazonas, como ônibus, embarcações, táxis e carros que fazem corridas para aplicativos.     Canais de denúncia:   Central de Atendimento à Mulher: 180 Polícia Militar: 190 Delegacias Especializadas em Crimes contra a Mulher: Parque Dez (92) 3236-7012 Cidade de Deus (92) 3582-1610/8152 Colônia Oliveira Machado (92) 3214-3653/3641 Comissão da Mulher da Assembleia Legislativa do Amazonas (92) 3183-4353       Responsável: Emanuel Mendes Siqueira (92) 99122-3785  
Ler mais
Deputada Alessandra 15 jun 2022 foto 1 by Miguel Almeida e1655326358921
15.06.22 16:52h
Alessandra destaca leis e programas no Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa
A deputada estadual Alessandra Campêlo (PSC) destacou projetos de lei e iniciativas de sua autoria por ocasião do Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa. A data foi celebrada nesta quarta-feira (15/06). A parlamentar, que preside a Comissão da Mulher, da Família e do Idoso da Assembleia Legislativa, é a autora de iniciativas relevantes, como a Lei 4.382/2016, que estabelece a política de proteção no âmbito de proteção ao idoso no Amazonas. “Cuidar da pessoa idosa, cuidar do envelhecimento, é também cuidar de quem é jovem, que um dia virá a envelhecer. Como presidente da Comissão (da Mulher, da Família e do Idoso), quero lembrar que esta Casa já aprovou diversas leis que ajudam a proteger os direitos da pessoa idosa”, observou Alessandra. A deputada também elogiou a retomada de ações, projetos e programas do Governo do Amazonas voltados ao atendimento à pessoa em equipamentos públicos de assistência social, como os centros estaduais de convivência da família, em Manaus. “Quero lembrar também que o Projeto Vidativa, que retornou e foi ampliado com um novo nome. Um projeto que eu dirigi enquanto fui secretária da Sejel ainda em 2012 voltou a atender a pessoa idosa, algo que eu sempre falei aqui nesta tribuna desde 2015 quando acabaram com esse projeto. Eu fui a voz dessas pessoas idosas aqui na Assembleia pedindo o retorno do programa e esse programa voltou”, concluiu Alessandra.   Algumas leis de Alessandra voltadas aos idosos:   Lei 4.382/2016 – Estabelece política de proteção no âmbito de proteção ao idoso no Amazonas. Lei 4.489/2017 – Cria o programa educativo de prevenção de quedas acidentais, em especial para terceira idade, e institui o dia 24 de junho como o dia de prevenção à queda de idosos no Amazonas. Lei 4.545/2018 – Estabelece a inclusão da geriatria como especialidade clínica no atendimento público de saúde no Amazonas. Lei 4.565/2018 – Dispõe sobre a criação do programa hospital para idosos no Estado do Amazonas. Lei Ordinária 4.697/2018 – Cria o programa de fisioterapia para idosos (fisioterapia geriátrica) em toda rede pública estadual de saúde e dá outras providências. Lei Ordinária 5.373/2021 - Dispões sobre a campanha de combate aos golpes financeiros praticados contra os idosos.       Responsável: Emanuel Mendes Siqueira (92) 99122-3785
Ler mais
HOJE
terça, 28 de junho de 2022
No momento não há eventos agendados para hoje.
PRÓXIMOS DIAS
No momento não há eventos agendados para os próximos dias.
Skip to content